AGROPECUÁRIA CONCURSOS COTIDIANO CULTURA ECONOMIA EDUCAÇÃO ESPORTE EVENTOS JUSTIÇA MEIO AMBIENTE POLÍCIA POLÍTICA REGIÃO SAÚDE SOCIEDADE
 
24/06/2019
POLÍCIA
Polícia prende terceiro suspeito de envolvimento com latrocínio em Caiapônia

#
 
 

COMPARTILHAR  

As forças policiais cumpriram na noite deste domingo (23), em Bom Jardim de Goiás, mandado de prisão preventiva em desfavor de Adriano Batista Ferreira, 36 anos.

Adriano é suspeito de ter participado juntamente com dois comparsas de um assalto à mão armada, em Caiapônia. O crime ocorreu em 16 de maio, e tirou a vida de Daniel da Silva Bueno.

De acordo com a Polícia, o celular da vítima foi encontrado com Adriano no momento da prisão.

Adriano é o terceiro preso suspeito de envolvimento com o latrocínio, além dele, já foram presos Vinicius de Jesus, 22 anos, e Caio Nascimento, 23 anos.

ENTENDA O CASO

O assalto aconteceu em Caiapônia, quando dois elementos armados invadiram a residência de uma família. As câmeras de segurança gravaram a ação dos marginais, é possível visualizar quatro adultos, uma criança e um bebê no colo de uma mulher que foram rendidos e feitos de reféns. Um dos marginais estava encapuzado e o outo sem capuz.

Com movimentos agressivos os elementos apontavam insistentemente as armas para os reféns e faziam ameaças. Em determinado momento, na tentativa de proteger sua família, um refém joga uma cadeira em um dos assaltantes, que reage e efetua vários disparos de arma de fogo.

O proprietário da residência foi alvejado na perna, e Daniel da Silva Bueno, 31 anos, genro do proprietário, foi atingido na cabeça. Ambos foram encaminhados para o hospital, Daniel não resistiu ao ferimento e veio a óbito horas após o ocorrido, ele deixa esposa e duas filhas.

Após balear as vítimas, os elementos empreenderam fuga da residência.

 

 

 


Últimas Notícias
 
Ainda estão abertas as inscrições para o vestibular agendado Unopar
 
PIS 2018 será pago neste mês
 
Coopafego apresenta balanço do primeiro semestre de 2019

© 2018. Todos direitos reservados a Folha de Caiapônia. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.